Wilson Filho solicita praça da juventude e vila olímpica para João Pessoa

PTB Notícias 8/10/2015, 16:14


A bancada federal da Paraíba se reuniu na terça-feira (6/10/2015), em Brasília, com o ministro do Esporte, George Hilton.

Durante a audiência, o coordenador da bancada, deputado Wilson Filho (PTB), solicitou uma nova praça da juventude e uma outra Vila Olímpica para João Pessoa.

“Também buscamos informações sobre as obras que estão em andamento e pedimos para que os repasses federais para a Paraíba não sejam afetados pelos cortes anunciados pela presidente Dilma Rousseff (PT).

Não podemos mais perder recursos e o ministro foi sensível à nossa solicitação”, informou o parlamentar.

Outra reivindicação foi em relação aos municípios que não possuem equipamento esportivo.

O levantamento das cidades está sendo realizado.

“O esporte é fundamental para tirar os nossos jovens das drogas e da criminalidade.

Ele colabora para o processo de educação e ainda garante mais saúde e qualidade de vida.

Muitos encontraram no esporte a porta para mudar a sua realidade, por isso, queremos que em todos os municípios exista um espaço para a prática de esporte”, argumentou Wilson Filho.

Os deputados também falaram com o ministro sobre a Lei de Incentivo ao Esporte.

George Hilton disse que irá à Paraíba para proferir palestra sobre o tema e incentivar que mais pessoas e empresas invistam em esporte.

Com ela, pessoas físicas e jurídicas podem incentivar projetos esportivos, de modalidades olímpicas, paralímpicas e outras, por meio de doações ou patrocínios, usando para isso um percentual a ser descontado do valor devido ao Imposto de Renda (IR).

A lei determina que pessoas físicas possam deduzir até 6% do imposto devido.

A dedução concorre com outros incentivos fiscais, sem, contudo, estabelecer limites específicos.

Ou seja, poderá ser aplicada em sua totalidade no incentivo ao esporte, por opção do contribuinte.

Para pessoas jurídicas tributadas com base no lucro real, a Lei de Incentivo ao Esporte permite a dedução de até 1% do Imposto de Renda devido.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da assessoria do deputado Wilson Filho (PTB-PB)Foto: Divulgação/Assessoria