Zambiasi anuncia campanha contra consumo de crack no RS e em SC

PTB Notícias 30/05/2009, 11:21


O senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS) comunicou ao Plenário do Senado o início da campanha “Crack, nem pensar”, lançada pela Rede RBS de Comunicação.

O parlamentar afirmou que a droga está na raiz de muitas tragédias familiares e somente no Rio Grande do Sul há mais de 50 mil dependentes, sendo considerada um dos maiores problemas de saúde pública do estado.

O objetivo principal da campanha, enfatizou o senador, é que não haja nenhum novo consumidor no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, onde atua a RBS.

A campanha abordará a repressão aos traficantes e o tratamento para recuperação de viciados.

Zambiasi lembrou que o crack tem viabilizado “episódios deploráveis”, como crianças e adolescentes acorrentados e filhos roubando, agredindo e até matando os pais, em busca de dinheiro para comprar a droga.

De acordo com o representante gaúcho, a campanha terá “cenas chocantes”, mostrando a realidade dos consumidores de crack.

A droga, além de degradar o cérebro, provoca problemas cardíacos, parada respiratória, derrames, infarto, náuseas, dores abdominais e perda de apetite.

Zambiasi informou que o índice de recuperação de usuários é baixíssimo, em oposição ao de mortes causadas pela droga.

O senador pediu a aprovação, na Câmara dos Deputados, do Projeto de lei do Senado (http://www.

senado.

gov.

br/sf/atividade/materia/detalhes.

asp?p_cod_mate=80772″ target=”_blank) (PLS) 207/07, de sua autoria, que permite que a União possa celebrar convênios com os estados e o Distrito Federal, visando a prevenção e a repressão do tráfico e do uso indevido de drogas.

Também pediu a aprovação, no Senado Federal, de duas outras matérias também apresentadas por ele: o (http://www.

senado.

gov.

br/sf/atividade/materia/detalhes.

asp?p_cod_mate=91164″ target=”_blank) PLS 202/09, que estende o prazo de internação de dependentes químicos; e o (http://www.

senado.

gov.

br/sf/atividade/materia/detalhes.

asp?p_cod_mate=90978″ target=”_blank) PLS 187/09, que aumenta o rigor na punição do crime de tráfico de entorpecentes cujos efeitos sejam mais graves para a saúde, como é o caso do crack.

fonte: site do PTB – RS