Zambiasi diz que 2° vigília é gesto de reconhecimento aos aposentados

PTB Notícias 1/12/2008, 10:16


O senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS), em defesa dos aposentados participou de mais uma vigília no Plenário do Senado, na noite da última quarta-feira (26/11).

O movimento liderado pelo senador Paulo Paim (PT-RS) reuniu um grupo de senadores e estendeu-se até a 1h25 da madrugada de quinta-feira.

O objetivo era garantir que o projeto que recompõe o valor das aposentadorias (PLS 58/03), de autoria de Paim, fosse diretamente para a Câmara, sem recurso sem análise do Plenário.

Em aparte, o senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS) lembrou que o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), já havia garantido que não seria apresentado nenhum recurso relativo ao PLS 58/03.

Para Zambiasi, isso sinaliza que o governo está disposto a negociar, uma vez que a recomendação para não apresentar recurso deve ter partido, em sua opinião, do próprio presidente Lula.

De acordo com informações da Agência Senado, a intenção do PLS 58/03 é recuperar o valor do poder aquisitivo desses benefícios, garantindo o mesmo número de salários mínimos que eram recebidos na data da concessão da aposentadoria ou da pensão.

O movimento tem o objetivo, ainda, de conseguir a aprovação de outros dois projetos que se encontram em tramitação na Câmara: o PLS 296/03, autoria de Paim, que prevê o fim do fator previdenciário, e uma emenda ao PLC 42/07, estendendo às aposentadorias e pensões o mesmo percentual de reajuste do salário mínimo.

Durante a vigília, Zambiasi falou da importância dos comunicadores, que estão colocando no ar, diariamente, o boletim dos aposentados.

“A Farroupilha, em Porto Alegre, é a principal emissora.

Feita para a comunidade mais periférica, porta-voz comunitária, uma rádio-serviço, uma rádio popular.

Neste momento a rádio informa aos seus ouvintes o andamento desses projetos que falam diretamente para metade da sua população ouvinte.

Por isso, quero aproveitar exatamente este momento em que os comunicadores estão lá, no nosso RS, acompanhando esta vigília, para dizer que esta é uma vigília de todos os brasileiros e brasileiras; é uma vigília que mexe com todas as famílias”, disse Zambiasi.

O senador Zambiasi completou o aparte dizendo que, “não há família neste País que não tenha alguém, hoje, que não seja vítima, no mínimo, do fator previdenciário.

Esta é, realmente uma das maiores injustiças já criadas contra o trabalhador brasileiro, que dedica 35 ou até 40 anos, para depois perder cerca de 40% sobre os valores a que teria direito”, afirma Zambiasi.

Para concluir, Zambiasi falou sobre as tragédias climáticas que estão ocorrendo em Santa Catarina.

“Quero levar solidariedade àqueles milhares de catarinenses que, neste momento, sofrem com essas brutais mudanças climáticas.

Fiquei comovido, na semana passada, na última sexta-feira, quando nós ouvimos um dos primeiros depoimentos do Governador de Santa Catarina ao dizer que os morros, a terra se derretia, se desmanchava como uma bola de sorvete.

No dia 2 de dezembro, até as 6h do dia seguinte, no Plenário do Senado serão realizadas as próximas vigílias em defesa da aprovação dos projetos, com a presença de deputados, e no dia 16 de dezembro, na Câmara, com a presença de senadores, também até as 6h do dia seguinte.

O senador Sérgio Zambiasi já confirmou a sua presença.

Na semana passada, Zambiasi participou da vigília na noite de terça-feira (18/11), até as 6h de quarta-feira (19).

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da ass.

do senador Zambiasi)