Zambiasi está entre os novos “Cabeças” do Congresso Nacional de 2010

PTB Notícias 30/05/2010, 12:17


O senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS) é um dos novos “Cabeças do Congresso Nacional 2010”.

O parlamentar gaúcho está na tradicional lista anual divulgada nesta sexta-feira (28/5) pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), que elenca os 100 políticos mais influentes.

Na sua 17° edição, a lista aponta deputados federais e senadores que são operadores de destaque no processo legislativo brasileiro.

Na definição do Diap, os “Cabeças” do Congresso Nacional são aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais pelo exercício de todas ou algumas das qualidades e habilidades.

Entre os atributos que caracterizam um protagonista do processo legislativo, destaca-se a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, que é dinâmica, e, principalmente, facilidade para conceber idéias, constituir posições, elaborar propostas e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão.

O parlamentar que, isoladamente ou em conjunto com outras forças, é capaz de criar seu papel e o contexto para desempenhá-lo.

O DIAP classifica os parlamentares em cinco categorias: debatedores, articuladores/organizadores, formuladores, negociadores e formadores de opinião.

Dessas categorias, o senador Sérgio Zambiasi tem como classificação principal, segundo o DIAP, a de articulador, e como secundária, a de negociador.

A lista na íntegra está disponível no site do DIAP (www.

diap.

org.

br) * Para o DIAP: Articuladores/OrganizadoresSão parlamentares com excelente trânsito nas diversas correntes políticas, cuja facilidade de interpretar o pensamento da maioria os credencia a ordenar e criar as condições para o consenso.

Muitos deles exercem um poder invisível entre seus colegas de bancada, sem aparecer na imprensa ou nos debates de plenários e comissões.

Como interlocutores dos líderes de opinião, encarregam-se de difundir e sustentar as decisões ou intenções dos formadores de opinião, formando uma massa de apoio à iniciativa dos dirigentes dos grupos políticos a que pertencem.

Normalmente, têm livre acesso aos bastidores, ao poder institucional e alto grau de fidelidade às diretrizes partidárias ou ideológicas do grupo político que integram.

Não são necessariamente eruditos, intelectuais, mas possuem instinto político e o dom da síntese.

NegociadoresEm geral líderes partidários, os negociadores são aqueles parlamentares que, investidos de autoridade para firmar e honrar compromissos, sentam-se à mesa de negociação respaldados para tomar decisões.

Os negociadores, normalmente parlamentares experientes e respeitados por seus pares, sabedores de seus limites de concessões, procuram previamente conhecer as aspirações e bases de barganha dos interlocutores para estabelecer sua tática de convencimento.

São atributos indispensáveis ao bom negociador, além da credibilidade, a urbanidade no trato, o controle emocional, a habilidade no uso das palavras, discrição e, sobretudo, capacidade de transigir.

É bom negociador aquele parlamentar que, sem abrir mão de suas convicções políticas, respeita a vontade da maioria mantendo coeso seu grupo político.

fonte: Luzi Pimentel – Assessora de imprensa do senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS)