Zambiasi participará da 1ª sessão do Parlamento do Mercosul, em Montevidéu

PTB Notícias 27/04/2007, 10:47


O senador Sérgio Zambiasi (PTB/RS) participará da Sessão Inaugural do Parlamento do Mercosul, prevista para o próximo dia 7 de maio, em Montevidéu, na Assembléia Nacional, às 15 horas.

A sessão inaugura os trabalhos do novo parlamento regional, que reúne representantes do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

A Venezuela terá assento no Parlamento ainda na condição de membro em processo de adesão, com direito a voz.

A sessão contará com a representação brasileira, composta por nove senadores e nove deputados federais, das mais diferentes regiões do país.

O senador Zambiasi presidiu a Comissão Pro Tempore do Mercosul no semestre passado, que instalou o Parlamento em 14 de dezembro, no Congresso Nacional brasileiro, com presença de presidente Lula.

Para o senador Zambiasi, a sessão inaugural é um momento histórico, pois consolida um novo espaço no processo de integração da comunidade sulamericana.

“É preciso harmonizar as legislações dos países do bloco, e até mesmo de suas Constituições, para garantir o desenvolvimento do processo de integração, garantindo estabilidade institucional e segurança jurídica para que os povos, as instituições e os empreendores de todos os portes sintam-se confortáveis para conviver, transitar e investir na região”, defende o senador.

Para Zambiasi, o Parlamento do Mercosul é um espaço público, uma “caixa de ressonância” para os anseios e preocupações dos diversos setores da sociedades dos Estados-Membros.

Ainda de acordo com senador, “caberá também ao Parlamento incorporar ao processo de integração aqueles setores da cidadania que não dispõem de meios para participar dos órgãos representativos da sociedade civil no Mercosul.

“O espaço parlamentar estará sempre aberto à participação de novos e diversificados atores da sociedade civil, desde os mais humildes movimentos sociais às grandes organizações empresariais e de classe”.

“O Parlamento possibilitará, assim, que o Mercosul venha a ser construído de baixo para cima, com plena participação da cidadania, e não ao contrário”, destaca Zambiasi.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da assessoria do senador Zambiasi)